O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, inaugurou na noite desta quarta-feira (8) a exposição “85 anos do voto feminino no Brasil”. Disposta ao longo do corredor de acesso ao Plenário e auditórios da Corte Eleitoral, a mostra conta com fotos, documentos e textos que traçam a trajetória do direito ao voto no país.

“Esta exposição vem justamente retratar a consolidação da participação feminina nas eleições, apresentando-nos um histórico do processo de inclusão da mulher na experiência democrática”, disse Gilmar Mendes ao discursar na cerimônia de abertura, ressaltando que o número de eleitoras brasileiras já alcança mais de 75 milhões, representando cerca de 52% do total do eleitorado. Ele destacou a necessidade do empenho constante das instituições para assegurar o direito à voz das mulheres em nossa democracia. “A construção dos direitos civis e políticos das mulheres brasileiras tem ganhado força e obtido avanços importantes ao longo dos anos. Mas ainda há muito a ser feito em termos de leis e políticas públicas voltadas a diminuir as desigualdades entre homens e mulheres no espaço público e privado, e a ampliar a representatividade feminina na política nacional”, disse.

Após a sua fala, o ministro Gilmar Mendes descerrou a fita da exposição acompanhado das ministras Rosa Weber e Luciana Lóssio.

O servidor do TSE Yuri Zuvanov interpretou na trompa um trecho do hino “Daughters of Freedom” (Filhas da Liberdade), canção escrita em 1871 por Edwin Christie (1815-1862), com letra de George Cooper(1840-1927), como apoio à campanha do sufrágio feminino. Essa canção tornou-se o hino do movimento sufragista nos Estados Unidos e Grã-Bretanha e, posteriormente, de todo o mundo.

A exposição “85 anos do voto feminino no Brasil” estará aberta ao público até o fim do mês.

TSE

Comente