Encontro Regional do PTB-Zona Norte SP fortalece nome de Marlene
Encontro Regional do PTB-Zona Norte SP fortalece nome de Marlene

Na noite de quinta-feira (09/06/2016), debaixo de um frio de 9 graus, o Partido Trabalhista Brasileiro de São Paulo deu pontapé inicial ao que seria a sua primeira pré-convenção municipal, ao realizar o Encontro Regional da Zona Norte no centenário Clube União dos Operários (fundado em 1917), que contou com a presença de milhares de lideranças e dos pré-candidatos a vereador da região.

Em uníssono, todos os presentes, filiados à legenda, reafirmaram o nome de Marlene Campos Machado – que teve quase 400 mil votos na eleição de 2014, como pré-candidata a prefeita de São Paulo. Tal posicionamento foi destacado no grito das lideranças e no discurso de todos os componentes da mesa de honra: o presidente, deputado Campos Machado; deputado federal Arnaldo Faria de Sá; vereador Paulo Frange; Secretário estadual adjunto de Justiça, Luiz Madureira e o coordenador do partido na região Norte da Capital, Dr. Manuel do Canto.

“Temos muito orgulho porque ela é a nossa pré-candidata, vai ser a representante de um povo, do homem e da mulher como um todo. Ela tem o compromisso de representar nossos anseios, nossos sonhos e acima de tudo nossas esperanças… Eu tenho a certeza de que, a partir de agora, nós, do PTB, seremos apenas protagonistas. Chega de ser coadjuvante”, discursou o presidente do partido, que também é o secretário-geral da Comissão Executiva Nacional do PTB, deputado Campos Machado.

Já Marlene deu o tom histórico para o encontro com o nascimento de uma nova esperança para a cidade de São Paulo, que está sem uma prefeitura que tenha de fato tenha compromisso social com o paulistano:

“Aqui, na Zona Norte, esse encontro, com certeza, vai marcar a nossa convenção e nossas eleições de 2016 e nossa história.” Ela apontou ainda alguns problemas da cidade, questionando a falta de serviços públicos de qualidade: “O que acontece com uma cidade como São Paulo? São quase 12 milhões, a mais rica e mais populosa do país, que arrecada tantos impostos, por que as políticas não funcionam?”, afirmou a Marlene Campos Machado, que, em 2014, teve quase 400 mil votos – cerca de 100 mil na capital, apesar de uma campanha enxuta e com pouco tempo de TV.

O vereador Paulo Frange, por vezes líder do PTB na Câmara Municipal paulistana, parafraseou o presidente com um discurso na mesma linha da pré-candidata majoritária:

“É o que diz nosso líder e presidente Campos Machado, é a hora de termos candidaturas próprias, bancadas fortes, a vereador, a prefeito e vice em todas as cidades e e isso que você está construindo”, afirmou.

Já para a capital, o vereador destacou que “Aqui [na cidade de São Paulo] é a hora e a vez da mulher. A presença feminina com certeza é muito importante, na verdade todo o Brasil precisa de sensibilidade para tratar qualquer uma das suas chagas, qualquer um de seus problemas”.

E o deputado Arnaldo Faria de Sá, defensor dos aposentados, vez uma análise da conjuntura nacional. Posicionou a importância do partido ter candidata majoritária em São Paulo, mas também apelou para a história:

“Vamos continuar essa luta intensa para defender os direitos dos trabalhadores e dos aposentados… o PTB de Getúlio Vargas, de Jânio, está vivo junto com vocês”.

Zona Norte

Sob um prisma regional, o coordenador do PTB na Zona Norte, Dr. Manuel do Canto, que passara por dia difícil pela perda de sua irmã, destacou:

“Façamos da Zona Norte uma das regiões mais importantes de São Paulo, porque ela sempre foi renegada, deixada para segundo plano, mas somos uma região pobre, de trabalhadores dedicados”.

Ao final, Marlene e ain

Comente

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here