Pré-candidato do PSD tem novo projeto para Porto Ferreira
Pré-candidato do PSD tem novo projeto para Porto Ferreira

Nas eleições deste ano, Porto Ferreira, município com 51 mil habitantes no interior do Estado de São Paulo, poderá eleger o mais jovem prefeito de sua história. Pré-candidato do PSD, Rômulo Rippa foi o vereador mais jovem já eleito na cidade, tendo iniciado seu primeiro mandato na Câmara aos 19 anos. Se a sua candidatura se confirmar e ele for vitorioso em outubro, será também, aos 27 anos, o mais novo prefeito a assumir a gestão municipal.

Durante os quase oito anos de trabalho parlamentar, Rippa lembra que votou contra a concessão do Saef, foi contra a criação da CIP (taxa de iluminação) e contra a revisão da planta genérica do IPTU. Como vereador, garante que é fiscalizador dos cofres municipais. Em casos polêmicos foi o autor de diversas denúncias ao Ministério Público. Também autor de dezenas de leis municipais, ele se destacou ao propor a criação da Emenda à Lei Orgânica que criou o “Ficha Limpa”, que estabelece critérios para a contratação de cargos comissionados.

Administrador público pela Unesp (Universidade Estadual Paulista) e prestes a defender sua dissertação de mestrado pela Unicamp, o hoje presidente do diretório municipal do PSD em Porto Ferreira, acredita que o partido terá bom desempenho nas próximas eleições. “Esse é um compromisso nosso com a cidade: oferecer um novo projeto político para Porto Ferreira. O PSD possui bons nomes, temos uma chapa competitiva de vereadores, temos diálogo com outras lideranças e um plano de qualidade para a cidade”, afirma.

De acordo com ele, o projeto do PSD para a cidade prevê “um modelo de gestão que priorize as discussões públicas, que dê mais atenção às reais reclamações da população. Veja só: não temos eficiência em nossa rede básica de saúde. O ferreirense tem medo de andar na rua. A insegurança tem acuado e revoltado o cidadão de bem. Faltam mais de 400 vagas nas creches para as mães que trabalham e precisam ajudar na renda de seu lar. Precisamos de uma solução para as questões sociais dos andarilhos e dos dependentes químicos. Porto Ferreira, mesmo tendo um povo conhecido por seu empreendedorismo, ainda sonha com um distrito empresarial”, lembra Rippa.

Portanto, diz o jovem vereador, “o partido propõe um projeto que seja mais técnico em sua concepção, mas não perca o diálogo e a sensibilidade com a sociedade. Um projeto que preze pela transparência, não só como um slogan, mas uma prática cotidiana. Penso que um governo deve ser feito com e para o povo”.

Para ele, eventuais restrições ao fato de ele ser muito jovem não merecem consideração. “Não vejo problemas em minha idade. Idade não é sinônimo de maturidade. Tenho quase oito anos de experiência legislativa. Nunca pretendi me perpetuar na Câmara Municipal, sempre quis construir um nome limpo na política. Conheço os problemas da cidade e me frustro ao ver que eles não são tratados com responsabilidade, ou melhor, a responsabilidade que o cidadão deseja para a solução de seus problemas. Minha geração tem um desejo de mudança, de inovação. Sei que administrar um município não é tarefa fácil, ainda mais nesse momento de desafios econômicos. A próxima gestão deverá ter o pé no chão, não fazer promessas de obras faraônicas e mirabolantes. O que se deve fazer? Tem que rever contratos de consultorias, diminuir despesas de custeio e implementar a eficácia no uso do dinheiro público. É o que toda dona de casa saber fazer: gastar menos e fazer mais”, conclui.

Comente

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here