A Executiva do PMDB decidiu, nesta quarta-feira (15), abrir um debate entre os peemedebistas sobre a mudança de nome do partido. A proposta, apresentada em reunião pelo presidente nacional do PMDB, senador Romero Jucá (RR), é de que o nome seja MDB – Movimento Democrático Brasileiro. A decisão deverá ser tomada em convenção nacional, marcada para o próximo dia 27 de setembro.

“Até lá nós vamos discutir com todos os estados, a Fundação [Ulysses Guimarães] e o partido vão interagir e a convenção vai decidir”, explicou o senador. Segundo ele, a proposta de retirar o P (partido) da sigla é para excluir “o último resquício da ditadura”, que obrigou os partidos a terem siglas que comecem com a letra P.

“Nós não estaremos mudando de nome, nós estaremos nos reencontrando com a nossa história e, mais do que isso, estaremos retirando o último resquício da ditadura. Porque o P foi uma obrigação imposta pelo governo militar quando criou o pluripartidarismo. Havia o MDB e a Arena. Essa decisão do governo militar levou o MDB a ser PMDB e a Arena a ser PDS”, lembrou.

De acordo com o senador, as agremiações políticas do Brasil estão seguindo uma tendência mundial e adotando siglas partidárias sem a palavra partido. E o nome Movimento “é mais consentâneo com a realidade política e mundial”, afirmou.

“Temos hoje no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) o pedido de 61 novos partidos, dos quais três começam com a palavra movimento. E o DEM também começou a discutir se mudaria o nome para Movimento Democrático”. De acordo com o senador, isso seria ruim para o PMDB, que historicamente é o Movimento Democrático Brasileiro.

Concurso

Jucá informou ainda que após a definição da nova sigla na convenção, será lançado um concurso para a escolha da marca e do slogan do MDB. Ao vencedor do concurso será oferecido um prêmio, a princípio de R$30 mil. “Qualquer pessoa poderá encaminhar sua sugestão, que será avaliada dentro do concurso”, afirmou o senador.

PMDB

Comente

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here