A batalha dos jingles em 1993: Meu partido é a razão

No sétimo post da série especial que aborda o Plebiscito sobre a forma e o sistema de governo vamos falar sobre o jingle da campanha em favor da Parlamentarismo.

A frente parlamentarista apresentou aos eleitores um jingle intenso, que servia de complemento aos programas de rádio e TV nos quais lideranças políticas, em tom didático, apresentavam as mudanças que o país teria com a adoção do novo sistema de governo. A peça ficou a cargo de uma equipe que tinha à frente o publicitário Duda Mendonça (em 1992, ele assinara a campanha em que o veterano Paulo Maluf, do PDS, fora eleito prefeito de São Paulo).

Era necessária uma peça com essa finalidade em meio a explicações diárias sobre as funções do presidente, do primeiro-ministro e do Congresso Nacional em caso de mudança no sistema de governo, bem como de temas ainda mais áridos, como a destituição de mandatos em casos de descumprimento do programa de governo.

O jingle chegava aos lares cercado de imagens de lideranças partidárias reunidas em atividades de rua e a letra fazia referência às divergências ideológicas deixadas de lado em busca de uma causa comum. Diferentemente dos presidencialistas, que lidavam com dificuldade diante das críticas públicas do governador do Rio de Janeiro, Leonel Brizola (PDT), aos presidencialistas do PMDB, PFL e PT, os parlamentaristas procuravam no jingle retratar um clima de unidade. O ritmo crescia até se chegar a um refrão no qual um conjunto maior de vozes cantava:

Quero essa força que não cansa

Resgatar a esperança

Pra mudar esse país

Quero trabalhar, andar pra frente

Num futuro diferente

Ver meu povo mais feliz

Por isso eu quero PAR de parceria

PAR de participação

Quero Parlamentarismo

Meu partido é a razão

As imagens que acompanhavam o jingle traziam lideranças como o governador de São Paulo, Luiz Antônio Fleury (PMDB), o prefeito do Rio de Janeiro, César Maia (PMDB), e os deputados federais José Serra (PSDB-SP), Ibsen Pinheiro (PMDB-RS) e José Genoino (PT-SP) em atividades de rua.

Veja a versão completa do jingle (recorte de programa de TV):

Print Friendly, PDF & Email

Comente essa notícia

Please enter your comment!
Please enter your name here