Freixo debate com Jandira e Molon propostas para derrotar o conservadorismo nas eleições de outubro
Freixo debate com Jandira e Molon propostas para derrotar o conservadorismo nas eleições de outubro

O deputado estadual Marcelo Freixo, do PSOL do Rio de Janeiro, se reuniu na manhã desta sexta-feira (03/06) com os deputados federais Alessandro Molon (Rede) e Jandira Feghali (PCdoB) e com lideranças partidárias e de movimentos sociais, para debater alternativas de esquerda para a capital fluminense. Com o encontro de hoje, os três, que são pré-candidatos à Prefeitura do Rio pelos seus respectivos partidos, deram início a um processo de diálogo permanente sobre a cidade do Rio de Janeiro. O objetivo dessa articulação, conforme explicaram em entrevista coletiva após a reunião, é debater propostas com o conjunto da sociedade para derrotar as representações do conservadorismo nas eleições de outubro deste ano e garantir a unidade da esquerda no segundo turno.

Marcelo Freixo, pré-candidato pelo PSOL à Prefeitura do Rio, considerou o encontro bastante positivo, uma vez que, a partir dele, será instalado um debate permanente sobre as necessidades da cidade do Rio. “Esse encontro foi muito importante, porque a gente cria a cultura do encontro da esquerda, cria a cultura de um debate permanente sobre a cidade. A gente reafirma que um de nós estará no segundo turno e que nós estaremos juntos no segundo turno, para derrotar as candidaturas conservadoras que essa cidade não merece”, disse Freixo, que nas últimas eleições municipais ficou em segunda lugar, com cerca de 28% dos votos. No pleito deste ano, ele é o candidato mais bem posicionado nas pesquisas entre todos os nomes da esquerda.

O deputado do PSOL explicou que derrotar o conservadorismo não se refere apenas ao PMDB, mas a outros setores que representam o retrocesso. “Não é só o PMDB. A gente está falando, também, de um outro conservadorismo. E aí pontuamos o Crivela, o Bolsonaro, e todos que representam, no nosso entendimento, algo retrógrado que o Rio de Janeiro não merece”.

A reunião não debateu a possibilidade de uma chapa única dos três pré-candidatos. “As três candidaturas são legítimas. Há uma unidade construída, de diálogo, não em uma chapa única. Nós não éramos uma coisa só e nos dividimos. Pelo contrário, somos coisas diferentes, com caminhos próprios, e estamos nos organizando em uma pauta e em um debate permanente sobre a cidade”, disse Freixo.

Comente

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here